sábado, 10 de janeiro de 2009

... E POR FALAR EM CANSAÇO...

Dicas Para uma Boa Noite de Sono
Todos nós já estivemos lá ... movendo e virando-se durante metade da noite e desligando o alarme justamente quando acabamos de dormir. Insônia é uma das maiores reclamações vistas pelos médicos. As dificuldades para dormir afetam mais as mulheres do que os homens e a tendência para ter distúrbios no sono aumenta com a idade.

Muitos medicamentos usados pelo paciente de Lupus pode causar dificuldades para dormir (por exemplo, a prednisona). Maus hábitos também são uma forte causa para a interrupção do sono. Fumar, beber, uso de drogas e cafeína, calor e cochiladas diurnas são todos erros grosseiros.

Ao contrário do que se acredita, nem todo mundo precisa de 8 horas de sono para descansar bem. Alguns podem conseguir e estar totalmente descansados em apenas 6 horas. A quantidade que você precisa depende do seu corpo; então escute seus sinais e dê atenção a eles. Lembre-se que obter um sono de boa qualidade é uma parte importante do controle do Lupus. Veja várias dicas abaixo para se ter um sono de qualidade.
- vá para a cama apenas quando você estiver cansado. Tenha a certeza de estar em sua posição mais confortável para seu corpo relaxar e ficar pronto para dormir.
- transforme o horário de dormir em um ritual relaxante. Isto ajuda seu corpo e mente a saberem que é hora de ir para cama.
- se você se deitar por mais de 20 minutos, levante-se e faça alguma coisa até que você se sinta com sono, evitando que a ansiedade de não conseguir dormir torne mais difícil a tarefa.
- tente ir para cama e acordar sempre na mesma hora do dia (inclusive fins-de-semana), assim você ajuda o seu corpo a regular e fixar seu relógio biológico.
- pare de adiar seu despertar. Saia da cama quando o alarme tocar de manhã, ou limite-se a apenas mais 20 minutos.
- cheque seus medicamentos. Muitos deles podem interromper seu sono.
- evite trabalhar, comer, fazer contas, assistir televisão, ver filmes ou ler livros de terror na cama – eles irão apenas te causar medo ou ansiedade.
- não cochile se possível (sei que é difícil para os pacientes de Lupus seguir esta regra), para que seu corpo se acostume a ir para a cama à noite. Ou limite-se à 20 minutos.
- elimine ao máximo tudo que causa a interrupção do sono: esposos que roncam, camas pequenas, diferenças de temperatura, animais, crianças, bichos de pelúcia na cama.
- tire o relógio perto de você para que você não veja as horas.
- mantenha a temperatura do quarto um pouco mais fria – quanto mais frio o quarto melhor você dorme. - muita luz interfere no sono. Mantenha as luzes mais fracas no seu quarto e use persianas e cortinas para manter as luzes externas fora do quarto.
- mantenha o barulho longe do quarto que só mantém seus sentidos alertos.
- leia um livro ou revista bastante chata.
- faça uma massagem ou exercícios de meditação – eles ajudam não só a relaxar como também elimina os pensamentos e tarefas estressantes de sua cabeça até a manhã seguinte.
- tome um banho relaxante (não muito quente pois estimula seus sentidos). Use velas em vez de luz forte e coloque uma música de fundo relaxante se quiser.
- experimente uma xícara de chá de ervas (limão, menta e camomila) ou leite quente.
- não beba produtos cafeínados ou álcool depois de 18:00 hs. Isso também inclui chocolate.
- tenha certeza de que sua cama é confortável e não abuse de travesseiros.
- tenha certeza de que embora o quarto esteja frio, você esteja aquecido.
- lembre-se de se exercitar regularmente, mas pela manhã ou pelo menos 5 horas antes de dormir.
- coma bem! Evite porcarias, pois te estimula e provoca dificuldades digestivas.
- se ainda assim você estiver tendo problemas para dormir, vá ao médico.

contribuição de Heather Galusha-Phillips - "Lupus Foundation of Greater Washington".

Um comentário:

direitinho disse...

Tem aqui conselhos muito bons para todas as pessoas e não só para as que tem lupus.
Uma vida regrada é um caminho de sabedoria e dará bons frutos.
Muitas vezes o sono ou a sua ausência já é uma doença grave. Nem sempre se consegue ultrapassar como se desejaria.
Se, como indicou, as pessoas tiverem regras de descanso correctas e sempre por igual período o nosso organismo vai-se adaptando.
Penso que uma regra muito importante será ter paciência e aceitar a doença com naturalidade. Um dia de cada vez e procurar vencer cada dia os obstáculos que nos surgem.
Cada dia é uma benção de Deus e devemos vivê-lo o melhor possível. Evitar todas aquelas drogas de que falou.
Graças a Deus que em 2002 deixei esses vícios. Tabaco, café, bebidas alcoólicas, refrigerantes.

Para terminar este comentário falaria ainda da Fé. Acreditar e pedir ajuda a Deus ou aos seus enviados S. Bento ou S tº Amaro ajudará sempre os doentes a recuperar pois a Fé move montanhas e como lhe aconteceu a si que ficou curada tambem acontecerá a todos os que tiverem Fé.
Não custa muito, não doi e o remédio é simples. Um pouco de oração e boas obras ajudarão a ter essa Fé mais rebustecida.
Desejo para todos uma boa recuperação.