terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

QUEDA DE CABELOS

Alopecia - Queda de Cabelo
Toda a alteração que afete o couro cabeludo e os cabelos de uma pessoa, e altere a sua aparência física, pode ter um impacto importante sobre a sua auto-estima e a sua personalidade.
A perda de cabelos pode ter sérias conseqüências emocionais, tanto para homens como para mulheres.
Olhando para a história da humanidade, o homem sempre se preocupou com o cabelo. Além de oferecer a proteção ao crâneo contra traumatismos, e radiações solares, os cabelos representam um adorno sexual importante. A adoração aos cabelos atingiu os impérios, a religião, a mitologia, a cultura, as classes sociais e a ciência.
Em todos os tempos e culturas, a perda do cabelo afeta o intimo das pessoas, papiros egípcios com mais de quatro mil anos, já citava a anatomia do couro cabeludo e fórmulas para alopecia.
A perda de cabelos, ou alopecia, é conseqüência de alterações no folículo piloso. Se as alterações forem transitórias e não destrutivas da matriz capilar, ocorre um novo crescimento. Se as alterações provocam destruição da matriz capilar, resultam na formação de escaras (feridas), ou atrofia, produzindo alopecia permanente.
O assunto é muito complexo e extenso, havendo diversas causas para a queda de cabelos.
Vamos abordar a queda de cabelo partir do eflúvio telógeno (queda intensa de cabelos), uma das queixas mais comuns no consultório. Cada folículo passa através do ciclo do pêlo, 20 vezes durante a vida de um indivíduo.

As Fases do Cabelo (Ciclo Biológico)
A pele é o maior órgão do corpo humano, tendo contato com o mundo esterior e o interior do corpo humano. É composta de três camadas celulares. Epiderme Exterior, Derme Intermediária e a Hipoderme que é a camada mais interna.
Os cabelos se formam na derme. Todo o corpo tem pêlos com exceção da palma das mãos e das planta dos pés.
Existem aproximadamente cinco milhões de Folículos Pilossebácios (Estrutura que se formam os cabelos no ser humano) em cada indivíduo.
O ciclo biológico do cabelo é dividido em três fases. Crescimento (Anágena) Catágena (Repouso) e Telógena (Queda).
Cada fase tem um período de duração e um fio de cabelo cresce por um período médio de dois a oito anos, após o tempo máximo de crescimento, a matriz para de produzir cabelo, se desprende e desloca-se no sentido da superfície da pele.
No ser humano, cada cabelo esta em uma fase independente, se todos os cabelos estivessem na mesma fase, a cada final de um ciclo de crescimento haveria uma perda de cabelo total ficando o individuo calvo. Até a formação de um novo cabelo (Ciclo Biológico). Oitenta por cento dos cabelos está na fase de crescimento (Anágena), vinte por cento na fase Telógena (Queda), sendo poucos cabelos na fase Catágena (Repouso).
A queda diária normal de cabelos tem uma relação direta com o numero total de cabelos e a duração da fase Anágena.
A perda diária de cabelos é variável entre as pessoas, exemplo: Imaginando que uma pessoa tenha cem mil fios de cabelos e que seu Anágeno dure três anos, significa que a cada três anos a pessoa troca todos os seus cabelos, tendo uma queda média de cem fios por dia.

A composição quimica do cabelo:
Carbono - 45%
Hidrogênio - 7%
Oxigênio - 28%
nitrogênio - 15%
Enxofre - 5%
E outros elementos como Ferro, Cobre, Zinco, Iodo, vinte tipos diferentes de aminoácidos, proteinas, lipídios e água.
As fibras do cabelo são conectadas entre si através do aminoácido Cistina, que faz com que o cabelo não se dissolva na água.
O cabelo é dividido em duas partes, a parte interna, localizada na Derme, onde ocorre a formação, nutrição e crescimento do fio. Parte externa (visível) do fio localizado na Epiderme que se projeta para fora dando moldura ao rosto.

Fase Anágena (fase do crescimento):
Nesta fase, a duração da atividade dos folículos varia conforme a raça, de região para região, a estação climática e a idade. A fase anágena dura de 3 a 7 anos. No couro cabeludo dos humanos, 80% a 90% dos folículos estão nesta fase, que vem seguida por uma fase transicional, relativamente curta.

Fase Catágena:(Repouso)
Esta fase tem uma duração de duas semanas, e nela se encontram 1% dos folículos.

Fase Telógena: (Queda)
20dos folículos estão nesta fase. É considerado normal a perda de até 100 fios por dia. Acima disso, recomenda-se uma investigação.

Eflúvio Telógeno
O termo eflúvio telógeno significa a eliminação de cabelos em clava que se segue à precipitação prematura dos folículos anágenos em telógena. Um processo que ocorre como resposta dos cabelos a muitos tipos diferente de estresse como, por exemplo:
- Febre
- parto prolongado ou difícil.
- operações cirúrgicas.
- hemorragias (inclusive doação de sangue).
- redução severa súbita da ingestão alimentar (dieta violenta).
- estresse emocional, inclusive devido à viagens aéreas prolongadas.
- quando a pílula anticoncepcional é descontinuada após ter sido tomada por muito tempo.
- Medicamentos também provocam queda de cabelo.
- Alterações hormonais
- Doença venérea
- Doenças Metabólicas
- Doenças Infecciosas
- Doenças Inflamatórias
- Neoplasias (Câncer)
- Doenças hereditárias
- Lúpus Eritematoso Sistêmico

As alterações do cabelo podem ser as mais variadas como:
Mudanças:
- Na cor
- Na Estrutura
- Consistência
- Aspecto
- Queda
Até a destruição total do Foliculo Piloso

Características
Afeta todo o couro cabeludo, com queda de cabelo generalizada. Paciente nota a perda aumentada na escova ou pente, e durante a aplicação do xampú ou creme rinse. A perda varia de menos de 100 a mais de 1000 fios por dia Se o estresse não for repetido, o recrescimento completo, espontâneo, se dará, invariavelmente, dentro de poucos meses.
Freqüentemente, as mulheres se queixam que o comprimento do cabelo nunca volta a ser o mesmo que o presente antes da gravidez. Febres prolongadas ou altas podem destruir alguns folículos completamente, de modo que apenas uma recuperação parcial é possível.

Tratamento
Investigar a causa da queda através:
da história clínica sobre o uso de medicamentos e exames laboratoriais (ex. excesso de vitamina A). doenças como diabetes, câncer, infecções, anemia etc.
alterações hormonais - hipo e hipertireoidismo regimes alimentares.
atualmente, existe tratamento a laser para estimular o crescimento de cabelo.
Cada patologia tem uma série de características próprias que ajudam a investigação para chegar ao diagnóstico.
Uma vez diagnosticada a causa, faz-se o tratamento adequado.
Dr. Maria D. Camacho.

10 comentários:

direitinho disse...

Boa noite
Li atentamente este artigo pois tenho presentemente pouco cabelo.
Aos 35 anos começou numa queda acelerada e de pouco me adiantou os cremes, os champoos, as luções capilares.O efeito pareceu-me o pior de tudo. Caía cada vez maior quantidade e nunca nascia nada novo. Hoje como já tenho pouco não pode cair muito e tambem já me habituei á imagem. Na próxima época vou comprar um boné para poder continuar os meus passeios sem que o Sol me faça doer na careca descoberta.
Quando as minhas colegas comentam: Você está cada dia mais careca...!
Respondo: Não há problema. Já me habituei. Pior seria se tivesse agora 20 anos. Cada coisa na sua época e temos de aceitar como é.
Na minha juventude tinha uma linda cabeleira. Castanho e com muitos caracois.Hoje não tenho isso mas também não pago ao barbeiro.
Desde 2004 que corto e penteio sozinho e no mês seguinte ou quando me parece oportuno dou mais uma passagem com aqueles pentes chineses que tem uma lamina ajustada e que qualquer pessoa pode usar.
Recordo o meu papá que morreu com 91 anos e com um cabelo bonito e sem careca. O meu irmão mais velho tem66 anos e tambem não é calvo. Eu e o mais novo estamos depenados.
Como disse antes, agora é preciso dar a volta à história e aceitar a situação como é.
Diz o povo por aí:
-Aquilo que não tem remédio remediado está.

Claudia Madureira disse...

Boa noite Êidina,

Tudo bem contigo?

Parabens pelo post.

Passei para te desejar um bom fim de semana e deixar um beijinho
com carinho.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Artigo muito interessante, sem dúvida !

Não sofro de queda de cabelos mas também não tenho muitos e é muito fininho. É o cabelo duma belga que não comeu muito peixe quando era nova contrariamente às portuguesas que têm um cabelo forte e farto.

Só preciso de um pouco mais de paciência para dar mais volume....mas o que é isso em relação às pessoas que sofrem da queda de cabelos. Realmente é uma situação complicada pelas razões todas bem explicitas no texto.
Mas é uma situação mais complicada para as mulheres. Peço desculpa ao "direitinho" até porque "é dos carecas que elas gostam mais". Mesmo se lhe custa, é uma situação quase normal para os homens. Os que têm muitos cabelos é que "estão fora da norma". O meu pai e irmão ficaram carecas muito cedo e isto nunca me perturbou nem a eles.

Bom fim de semana !

Beijinhos verdinhos

Claudia disse...

Oi Eidina,
Há uns sete meses meu cabelo começou a cair e não descobria a causa. Achava que era estresse do trabalho, somento hoje descobrir que estou com Lupus. Me tira uma dúvida, todo doente mais cedo ou mais tarde apresentará manchas no corpo?

Êidina Queiroz disse...

As manchas no corpo sao sintomas de lupus ativado e/ou fotossensibilidade à luz. Veja postagens mais antigas, onde falo sobre sintomas e sobre fotossensibilidade.

Anônimo disse...

Oi.Gostaria de saber se todo paciente que tem Lupus o cabelo cai, ou se o cabelo cai apenas quando o lupus esta ativado?
bjos

valeria fliess disse...

boa noite eidina queiroz, como esta? gostaria detirar umas duvidas, tenho 44 anos, sou cabeleireira, mas por enquanto não trabalho na area, o meu cabelo esta caindo muito no cento da cabeça, fui na endocrinologista fiz varios exames não deu nada, me mandou para a dermatologista, ela examinou e falou que realmente esta caindo ,perguntou se meu pai era careca disse que não, nem meus irmãos são ela então falou que era gens do meu pai,não entendi nada, voce poderia me dar uma soluçao se for possivel, desde ja fico muito grata. valeria

Anônimo disse...

Gostei do artigo, mas gostaria de dizer que para nós lúpicos que além do sofrimento da própria doença sofre com a perda do seus cabelos. E confesso que não é fácil, fiquei a ponto de querer pedir demissão para não sair de casa.
Bem, meu chefe falou-me Dr. CAbelo, que na verdade é o Dr. Luciano do Institudo do cabelo. Já estou recuperando muito dos meus cabelos, sei que não existe a cura e nunca me prometaram isto.
E pode parecer bobo, mas digo que com meus cabelos na onde eles deveriam sempre estar e não mas nas minhas mãos, me sinto mais forte para enfrentar esta doença.

Anônimo disse...

Olá tenho lupus, o meu cabelo caiu 80% eu sempre tive os cabelos lindos grande e cheios,hj sou muito triste por isso faço tratamento mais ta demorando muito a fechar onde caiu.
ja usei todos os medicamentos para queda ultimamente uso biotina 10mg e minoxidil a 5% ja ta nascendo sendo que muito fininho é normal serar que meus cabelos voltarao a ser como antes?obrigada

Anônimo disse...

olá meu nome é marcela batista sou de teresina-pi e descobri q sou portadora de lúpus a 1 ano e 4 meses e o meu cabelo tá caindo muito,é como se eu estivesse ficando careca aos poucos SOCORRO,tomo somente uma medicação q é o deflazarcorte 10mg o meu demartologista nesse tempo de tratamento nunca passou a medicação para queda de cabelo e para as manchas no rosto que só desencadiaram após eu usar um aquinase pumada para espinha,quando ainda ñ sabia q tinha lúpus o meu rosto acabou queimando minha pele e ñ some me ajude porfavor!!!